quarta-feira, 16 de setembro de 2015

ACUSADO DE MATAR CHICÃO "TATOO" ANO PASSADO É CONDENADO A 24 ANOS DE PRISÃO

O juiz Cláudio Mendes Júnior condenou a 24 anos de prisão o jovem Sávio Emanoel da Silva pelo assassinato do tatuador Francisco de Assis da Costa, conhecido como “Chicão Tatoo”, crime ocorrido em novembro de 2014, no Centro de Mossoró.
 
O julgamento de Sávio aconteceu nesta segunda-feira, 14, no Fórum Dr. Silveira Martins, em Mossoró. Ele foi condenado por roubo qualificado, (latrocínio), no qual o acusado mata a vítima para roubar; e corrupção de menores, crime tipificado no artigo 244-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.
 
Na época, a morte de “Chicão” chocou a sociedade mossoroense, principalmente entre os jovens, pela forma brutal e o fato da vítima ser bastante conhecida através dos serviços prestados no meio artístico e cultural com tatuagens e pinturas em quadros.
 
O crime aconteceu na manhã do dia 19 de novembro de 2014, na residência da vítima, no Centro. Os criminosos, sendo Sávio Emanoel e um menor de idade, chegaram ao local por volta das 8h, com interesse de fazer uma tatuagem. Segundo a Polícia Civil, eles mataram o tatuador com 40 golpes de canivete para roubar pertences da vítima. O corpo de Chicão foi encontrado por uma assistente em um corredor da residência.
 
A prisão do acusado aconteceu na noite do dia do crime, no bairro Alto de São Manoel durante operação da Polícia Civil. Sávio Emanuel alegou que estava drogado e confessou participação no latrocínio, juntamente com um menor. Ele foi apresentado à imprensa e detalhou como tudo aconteceu.
 
O sepultamento de “Chicão” aconteceu no cemitério São Sebastião (Cemitério Novo), e reuniu parentes, amigos e clientes que prestaram as últimas homenagens ao artista.
Em 2015, uma exposição com quadros pintados pelo tatuador e artista plástico foi apresentada em um shopping da cidade. Foi uma forma das pessoas mais próximas de mostrarem o talento e a arte dele, através de suas últimas telas em vida.
 
Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário