sábado, 24 de outubro de 2015

PORTAL ELENCA OS CINCO PIORES POLÍTICOS DA HISTÓRIA DO RN

O portal de notícias "AGORA RN" publicou reportagem sobre os piores políticos do RN. Após ouvir especialistas, chegou a cinco nomes. Segue na íntegra a reportagem

Conheça os cinco piores políticos que o RN já teve. Você concorda? Ex-prefeitos, ex-governadores e até um deputado federal figura na amarga lista dos piores. Confira.
 
Postado em 22/10/2015 às 20:32
Por Redação / Natal, RN
(Foto: Reprodução)
As gestões político-administrativas geralmente deixam marcas que ficam vivas no imaginário da população por muitos anos. Às vezes, no entanto, as marcas deixadas pelos governantes não são as que a população esperava, o que provoca decepção, críticas e até impedimento de se continuar o mandato. O portal Agora RN ouviu especialistas em política para saber, na opinião deles, quais os piores políticos que o Rio Grande do Norte já teve na história recente do Estado. Confira a lista.
 
Micarla de Sousa
micarla_img_0298caninde-soares
Em menos de um mandato, já que não conseguiu sequer completar os quatro anos à frente da Prefeitura do Natal. A ex-prefeita Micarla de Sousa deixou marcas profundas na cidade. Filha do ex-senador Carlos Alberto, Micarla não conseguiu arrebanhar o prestígio de seu pai na política e deixou a administração com altos índices de rejeição e com uma série de reclamações por parte da população natalense.
 
Para o professor e cientista político Antônio Spinelli, a passagem de Micarla pela prefeitura deu a ela o título de pior administradora que a gestão municipal já teve em todos os tempos.
 
"Administração que não deixou nada de positivo, nada que se possa numerar, não fez nada, deixou a cidade praticamente destruída, destruiu fisicamente a cidade, a estrutura urbana da cidade não realizou nenhuma obra importante. Desorganizou os serviços públicos, nada funcionava. Foi uma administração caótica, personalista, em que a prefeita não enxergava nada, parecia viver num mundo à parte. Todos viam defeitos e ela achava que fazia uma grande administração", lembra o professor.
 
Rosalba Ciarlini
Rosalba
Veio de Mossoró, de onde saiu com índices positivos de avaliação e uma administração reconhecida, mas não conseguiu repetir o feito como governadora do Rio Grande do Norte. Rosalba Ciarlini é apontada também pelos especialistas como uma das piores administrações que o Estado já teve, em seu governo que durou de 2010 até o ano passado.
 
Segundo avalia o cientista político João Evangelista, o grande problema da administração da ex-governadora foi que o centro de poder estava nos bastidores, na pessoa do esposo de Rosalba, Carlos Augusto Rosado, que chegou a ser secretário chefe de Gabinete Civil de seu governo.
 
"Foi um governo que não teve nenhuma marca expressiva, a grande obra foi Arena das Dunas, mas que deixou o Estado endividado por alguns anos. E não teve avanços substanciais na segurança, o Estado ficou parado, foi uma frustração total", avalia o professor, que apenas citou Rosalba e Micarla como piores do RN.
 
O jornalista Joaquim Pinheiro, especializado na área de política, afirma que Rosalba loteou o governo com pessoas de Mossoró, desconhecendo quadros importantes de natal. "Ela foi criticada por ter atrasado salários e também teve uma influência negativa do ex-deputado Carlos Augusto Rosado, político superado com práticas retrógradas", declara.
 
Paulo Wagner
paulo wagner
Famoso por suas aparições diárias na TV Ponta Negra, apresentando o programa Patrulha Policial, Paulo Wagner candidatou-se-se pelo Partido Verde (PV) e foi eleito deputado federal em 2010 com 55.086 votos. Em sua breve passagem pela Câmara dos Deputados, Paulo Wagner não conseguiu obter o reconhecimento e a estima do eleitorado, assim como conseguiu junto ao seu público quando em seus tempos de apresentador de TV.
 
Em 2013, o então deputado começou sua saga em busca de se aposentar, pela Câmara dos Deputados, por invalidez. Em dezembro de 2014, foi assinado no Diário Oficial da União a aposentadoria do deputado federal. A publicação foi assinada pelo então presidente da Câmara, deputado Henrique Alves, hoje ministro do Turismo.
 
Paulo Wagner Paulo Wagner ainda chegou a ser candidato a deputado federal novamente pelo Partido Verde no ano passado, mas não foi eleito, obtendo 5.985 votos.
 
Fernando Freire
fernando-freire
Administrador e empresário, Fernando Freire foi governador do Rio Grande do Norte entre 2002 e 2003. Embora tenha passado apenas um ano no governo, nesse curto período ele conseguiu praticar atos que o colocaram na posição de único ex-governador do RN a ser preso.
 
"Ele tentou se reeleger, e foi aquele desastre, o governador na TV falando do sopão; ridículo um governador apresentar como grande realização da administração dele uma sopa. Configurava um festival de besteiróis", afirma Antônio Spinelli.
 
Em 2014, Freire foi condenado a seis anos de prisão e a pagamento de multa por apropriação indevida de dinheiro público. A polícia, no entanto, não o encontrou em seu endereço. Ele estava foragido.
 
No dia 25 de julho último, Fernando Freire foi localizado na orla de Copacabana, onde foi preso e logo após transferido para o RN, onde se encontra detido no Quartel da Polícia Militar, no Bairro do Tirol.
 
Aldo Tinoco
aldo tinoco
Foi prefeito de Natal de 1993 a 1996, após vencer a eleição contra o veterano Henrique Alves, do PMDB. Em entrevista ao portal Nominuto, em 2011, Tinoco chegou a afirmar que sua gestão foi a melhor que Natal já teve e que sua administração foi jogada contra a população potiguar por forças oligárquicas que não concordaram com seu "estilo visionário de gerir a cidade".
 
Na avaliação do jornalista Joaquim Pinheiro, "Aldo Tinoco não foi um bom prefeito, rompeu com indicadora dele [Wilma de Faria], e não era político na essência, era um técnico, e prefeito precisa aliar política e técnica pra desenvolver um bom trabalho".

Nenhum comentário:

Postar um comentário